:: Saga dos Maracatus PE Brasil

13 de outubro de 2009 por Ricardo Bastos

Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  Brasil

Maracatu de Baque Virado ou Maracatu Nação, nasceram da tradição do Rei do Congo, implantada no Brasil pelos portugueses. O mais remoto registro sobre Maracatu data de 1711, de Olinda e fala de uma instituição que compreendia um setor administrativo e outra, festivo, com teatro música e dança A parte falada foi sendo eliminada lentamente, resultando em música e dança próprias para homenagear a coroação do rei: o Maracatu.


Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  Brasil
Parece que a palavra “maracatu” primeiro designou um instrumento de percussão e, só depois, a dança que se dançava ao som deste instrumento. Os cronistas portugueses chamavam aos “infiéis” de nação, nome que acabou sendo assumido pelo colonizado. Os próprios negros passaram a autodenominar de nações a seus agrupamentos tribais. As nações sobreviventes descendem de organizações de negros deste tipo, e nos seus estandartes escrevem CCMM (Clube Carnavalesco Misto Maracatu). Saga dos Maracatús Nazaré da Mata Pernambuco Brasil

Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  Brasil

Nazaré da Mata é conhecida como a terra dos Maracatus. Não é apenas uma dança, uma brincadeira das camadas menos favorecidas, mas uma tradição passada de pai para filho em que os passos, as cores perpassam uma aculturação milenar da história da região.

Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  BrasilDurante o Carnaval, é a vez do povo de Nazaré da Mata mostrar o que tem de melhor: o colorido, a animação, o brilho e toda a beleza de seus maracatus como o Piaba Dourado, Estrela de Ouro e, o mais antigo de Pernambuco, o Cambinda Brasileira. O tão esperado Encontro de Maracatus acontece na segunda-feira e terça-feira de Carnaval, na praça principal. São mais de 50 grupos de brincantes com seus reis, rainhas, baianas e caboclos de lança que dançam e cantam em homenagem aos orixás.

Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  Brasil
Também é chamado de Maracatu de Orquestra ou Baque-Solto, tem suas origens na segunda metade do século passado e deve ser uma transfiguração dos grupos chamados Cambindas (brincadeira masculina, homens travestidos de mulher). O Maracatu Rural é uma espécie de fusão de elementos dos vários folguedos populares que vêm às ruas das cidades próximas aos engenhos de açúcar.

Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  Brasil
Além dos maracatus, o Carnaval de Nazaré também apresenta outros folguedos como bois de carnaval, blocos de ciranda e troças carnavalescas. Outra grande atração do Carnaval de Nazaré e o Clube Carnavalesco Jacaré em Folia criado em 1956 que atrai milhares de foliões pelas ruas da cidade com trios elétricos, carros alegóricos e fantasias.

Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  Brasil
Um ritmo rápido de chocalhos, percussão e acelerada do surdo, acompanhada da marcação do tarol, do ronco da cuíca, da batida cadenciada do gonguê, do barulho característico dos ganzás, com solo de trombone e outros instrumentos de sopro que, juntos, dão ao conjunto características musicais próprias e bem diferenciadas dos maracatus tradicionais.

Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  Brasil
Os caboclos de lança vêm abrindo espaço entre a multidão, com suas lanças de mais de 2 metros de comprimento, feitas de madeira com uma ponta fina e uma enorme cabeleira de papel celofane. Traz, como destaque, em sua indumentária, a gola bordada e o surrão. A gola de sua fantasia e feita em tecido brilhante, de cores vivas.

Saga dos Maracatús  Nazaré da Mata  Pernambuco  Brasil

O surrão é uma bolsa confeccionada em couro de carneiro, cobrindo uma estrutura de madeira, onde são presos chocalhos.

Meu Maracatú de Nazaré da Mata   Pernambuco  Brasil

2 comentários